Seja bem vindo!

Reabsorções Dentárias nas Especialidades Clínicas

Dê sua opnião sobre o Produto

Disponibilidade: Indisponível

R$547,64

Descrição Rápida

As reabsorções representam a principal causa da perda dentária, à medida que a cárie e a doença periodontal são controladas pela higiene bucal com maior conscientização da população em geral.


As reabsorções dentárias estão associadas a:


1. movimentação ortodôntica, incluindo-se o tracionamento de caninos;
2. clareação dentária interna;
3. traumatismos dentários acidentais, desde os mais leves, como as concussões, até os mais graves, como a avulsão;
4. traumatismo que podem ser operatórios nos procedimentos cirúrgicos, ortopédicos, ortodônticos, anestésicos e restauradores;
5. prognósticos ruins em dentes endodonticamente tratados com lesões periapicais crônicas;
6. indicações para cirurgias parendodônticas;
7. trauma oclusal de longa duração;
8. anquilose alveolodentária evoluindo para a substituição da raiz por osso, seguindo-se a colocação de implantes osseointegráveis;
9. denterminadas lesões dos maxilares, ajudando a distingui-las no dianóstico diferencial.


O diagnóstico das reabsorções dentárias requer imagens perfeitas e um treinamento adequado para sua classificação, com identificação precisa de sua causa.


As causas são locais e os casos idiopáticos são cada vez mais raros, pelo conhecimento maior de como se desencadeiam e evoluem as reabsorções dentárias.

Reabsorções Dentárias nas Especialidades Clínicas

Duplo clique para aumentar imagem

Reduzir
Aumentar

Mais Imagens

Detalhes

As reabsorções representam a principal causa da perda dentária, à medida que a cárie e a doença periodontal são controladas pela higiene bucal com maior conscientização da população em geral.

As reabsorções dentárias estão associadas a:

1. movimentação ortodôntica, incluindo-se o tracionamento de caninos;
2. clareação dentária interna;
3. traumatismos dentários acidentais, desde os mais leves, como as concussões, até os mais graves, como a avulsão;
4. traumatismo que podem ser operatórios nos procedimentos cirúrgicos, ortopédicos, ortodônticos, anestésicos e restauradores;
5. prognósticos ruins em dentes endodonticamente tratados com lesões periapicais crônicas;
6. indicações para cirurgias parendodônticas;
7. trauma oclusal de longa duração;
8. anquilose alveolodentária evoluindo para a substituição da raiz por osso, seguindo-se a colocação de implantes osseointegráveis;
9. denterminadas lesões dos maxilares, ajudando a distingui-las no dianóstico diferencial.

O diagnóstico das reabsorções dentárias requer imagens perfeitas e um treinamento adequado para sua classificação, com identificação precisa de sua causa.

As causas são locais e os casos idiopáticos são cada vez mais raros, pelo conhecimento maior de como se desencadeiam e evoluem as reabsorções dentárias.